Categorias
Histórias Reais

Um Copo de Vidro e Uma História

Alguns meses atrás fui fazer um show para uma senhora que estava completando 80 anos, já estávamos no 4° show do dia, um pouco cansados e não tínhamos comido nada até o momento.
Sempre ensinei meus filhos que na vida temos que ser extremamente profissionais em tudo que fazemos.
Meus filhos começaram a fazer shows com apenas 5 e 9 anos, mas sempre expliquei que não éramos convidados da festa e sim contratados para divertir os convidados. O que eu sempre quis explicar para eles é que não estávamos ali para comer docinhos e salgadinhos, então quando acaba o show, guardamos tudo e vamos embora.
Mas neste dia a senhora que estava fazendo aniversário falou que não aceitava que fôssemos embora sem comer nada e já nos fez sentarmos em uma mesa.
Quando começamos a comer aproximou-se um senhor e falou que estava admirado com a minha família, já era muito tarde da noite e ainda todos trabalhando juntos.
Começou a falar da importância da família e que hoje em dia as crianças não dão mais atenção a nada e só querem ficar no celular e vídeo game.
E foi quando falou da maior felicidade da sua vida, ficamos todos atentos:
Minha maior felicidade foi quando eu tinha apenas 8 anos de idade, lembro como se fosse hoje, o Papai Noel deixou embaixo da árvore de Natal meu primeiro brinquedo, um copo com duas bolinhas de gude dentro.
Naquele momento me emocionei e entendi que a felicidade podemos encontrar nas coisas pequenas da vida.
E você tem brincado com os seus filhos com os brinquedos antigos? Como solta peão, jogar bolinha de gude, soltar uma pipa, raia, pandorga ou outro nome como é conhecido em diversas regiões do Brasil.
Procure a felicidade nas coisas simples.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *